Entidades reagiram nesta segunda-feira (15) ao pedido de investigação feito pelo governo de uma charge contrária ao presidente Jair Bolsonaro e reproduzida em uma rede social pelo jornalista Ricardo Noblat.

O desenho do chargista Aroeira retrata Bolsonaro pintando a suástica, símbolo nazista, em uma cruz vermelha. Há ainda a frase “bora invadir outro?”, numa referência a um pedido de Bolsonaro para que seus apoiadores entrem em hospitais e filmem a situação dos leitos.

O pedido de investigação foi anunciado pelo ministro da Justiça, André Mendonça. Segundo ele, o pedido foi encaminhado à Polícia Federal (PF) e à Procuradoria Geral da República (PGR).

Para a Associação Brasileira de Imprensa (ABI), é “estarrecedor” que o ministro da Justiça anuncie o pedido em razão da charge.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × cinco =