O prefeito da capital Luciano Cartaxo em mais um decreto de isolamento social proibiu a volta dos transportes público em João Pessoa, essa decisão inviabiliza qualquer manutenção dos empregos no setor uma vez que já são 90 dias com o sistema parado e as empresas não tem como arcar com os salários de seus empregados.

Durante o final de semana muitas manifestações nas redes sociais de funcionários desesperados por saberem que dificilmente as empresas conseguiram manter seus empregos, um desses funcionários se pintou de palhaço e protestou contra o decreto da prefeitura que impede a retomada do setor, veja o vídeo.

Conforme anunciado na última sexta-feira pelo presidente da Sintur aqui mesmo nesse espaço as empresas se preparam para a volta do sistema as ruas da capital com várias medidas de segurança em prevenção ao COVID-19, mas sem diálogo por parte dps poderes públicos, não se buscou um acordo nem soluções para que a volta do sistema fosse viabilzada, coube apenas ao prefeito e a sua equipe a determinação da manutenção da proibição dos ônibus coletivos na capital, contrariando inclusive cidades da região metropolitana que já flexibilizaram e começam nesta segunda feira a liberação do transporte público, assim como o governo do estado que liberou o transporte rodoviário e intermunicipal, até mesmo os trens já voltam a circular.

Fica agora a pergunta:
Quem vai arcar com um número gigantesco de desempregados do sistema?

Por que a prefeitura não busca o diálogo e apresenta medidas de segurança para que as empresas do setor providenciem e possam voltar a oferecer seus serviços e assim possa manter a renda de milhares de famílias.

Várias cidades do Brasil já retomaram o transporte público e ainda houve aquelas que se quer pararam em sua totalidade o sistema, João Pessoa toma decisões que podem acabar de vez com o sistema que já estava em colapso antes mesmo da Pandemia chegar por aqui.

 

Wellington Souza

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × quatro =