O Dia dos Namorados é uma das datas mais importantes para o aquecimento do comércio no Brasil, mas a pandemia causada pelo novo coronavírus tem afetado a economia no país e no exterior, e impactado diretamente os hábitos de consumo da população. Proe

O site E-commerce Brasil, divulgou que para 42,3% da população, a compra de presentes se mantém, o levantamento online foi realizado com mais de 1,9 mil entrevistados pela NZN Intelligence, a plataforma de inteligência e pesquisa da NZN.

Dos entrevistados, devido às restrições e isolamento social, 60% afirmaram que vão adquirir os presentes através de e-commerce. Destes 20% pretendem realizar suas compras por meio do Instagram ou Whatsapp, consumindo produtos do comércio local.

O levantamento ainda apontou que 63,7% dos entrevistados, o critério-chave para a escolha da loja será o preço. Na sequência, aparecem prazo de entrega (27,1%), frete (20,2%) e condições de pagamento (15,1%).

Tendência

Os segmentos mais buscados para a data são artigos de moda (24,9%), chocolates (21,8%), perfumaria e cosméticos (20,3%) e joias (14,6%). Vale ressaltar que apenas 9,7% dos entrevistados afirmaram comprar flores.

No cenário atual, em que o acesso a restaurantes e lugares abertos ainda apresenta restrições, 40,6% dos entrevistados pretendem adquirir serviços que promovam uma experiência para o casal sem sair de casa.

A previsão é de que restaurantes e serviços de delivery tenham uma boa procura na data, mantendo o uso acelerado de aplicativos – como tem sido observado desde o início do período de isolamento social.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − 14 =