A infecção pelo novo coronavírus provocou a internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do secretário-geral do Ministério Público da União, o paraibano Eitel Santiago de Brito Pereira, de 64 anos de idade. Com sobrepeso, pré-diabético, hipertenso, a sua condição sanitária o enquadrava no grupo de risco e inspirava cuidados.  Ele ficou internado durante uma semana depois de ter os pulmões atacados pelo vírus, mas seu quadro de saúde progrediu e ele recebeu alta nesta quinta-feira (10).

Morando sozinho em Brasília, onde trabalha e auxilia o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, Eitel Santiago foi diagnosticado com Covid-19 no dia 31 de maio. A internação ocorreu em um hospital de Brasília no dia seguinte, onde ele foi acompanhado pelo filho Gabriel Clemente, que é médico e mudou-se recentemente para a Capital Federal. O vereador Lucas de Brito, que também é filho de Santiago, viajou para Brasília para fazer companhia ao pai.

Através das redes sociais, o parlamentar pessoense falou sobre o sentimento de apreensão da família durante os dias em que Santiago ficou internado. Segundo o vereador, foram sete dias entre o aparecimento dos primeiros sinais da doença e os sintomas respiratórios mais graves.

“O novo coronavírus atacou fortemente os pulmões do meu pai, levando os médicos a recomendarem a continuidade do tratamento na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), introduzindo, a partir de então, cateter nasal para suplementação de oxigênio. O medo assaltou a paz da nossa família. Sentimos medo do desconhecido, medo de eventual erro no protocolo de tratamento, medo da entubação, medo da solidão, medo da não-despedida, medo da morte, medo da ausência, medo da saudade, medo do próprio medo. Em nossa fraqueza, porém, aperfeiçoou-se o poder de Deus (2 Coríntios 12:9). Foi-nos dada, então, revelação, capacidade de enxergar espiritualmente um pouco da sua santa provisão”, escreveu Lucas de Brito.

O vereador informou que Eitel Santiago recebeu alta nesta quarta-feira (10) e que deverá viajar para a Paraíba na próxima semana.  “Ontem ele teve alta hospitalar. Vinha melhorando desde sexta-feira. Deus seja louvado. Vim fazer-lhe companhia em Brasília. Devemos voltar juntos para João Pessoa na próxima semana”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + 9 =