Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, os Poderes podem não antecipar a metade do pagamento do 13º salário aos servidores, como há anos é feito na Paraíba.

Informações chegadas ao RádioBlog dão conta de que a iniciativa partiu do governador João Azevedo (Cidadania), que em reunião com os chefes dos Poderes teria apresentado a sugestão. Os altos gastos com o combate à pandemia e queda na arrecadação estadual seriam as justificativas.

“O governador fez um apelo para que os Poderes não pagassem o 13º agora, pois estaria com dificuldade em adiantar o pagamento devido os altos gastos com o combate à pandemia, a queda na arrecadação estadual, além do repasse de ajuda do Governo Federal ao Estado, que ainda não foi realizado”, disse a fonte do Palácio da Redenção.

Ainda segundo informações, o Tribunal de Justiça e o Ministério Público da Paraíba teriam concordado com o apelo do governador João Azevedo, enquanto o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino, ainda não teria tomado a decisão. O presidente do Tribunal de Contas, Arnóbio Viana, não participou ou enviou representante para reunião.

Com a palavra, os chefes dos Poderes na Paraíba.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 4 =