Durante entrevista ao programa Tony Show nesta quarta-feira (04) empresario do trasporte público Alberto Cândido, disse que encontra dificuldades para honrar com seus colaboradores, fornecedores e pede socorro aos podres público.

Reflexão: Já há quem diga que a pandemia do coronavírus é o momento mais difícil para a humanidade desde a 2º Guerra Mundial. A situação é, de fato, assustadora para todos, exigindo uma capacidade de gestão e decisões públicas descomunais, atreladas à mobilização social. Já são muitos os setores e segmentos implorando por ajuda, o transporte público entre eles. Mas, o que mais uma vez impressiona é a pouca importância dada ao setor, responsável por 86% das viagens realizadas em modos de transportes coletivos urbanos. Não só pelo poder público – em suas mais diferentes esferas –, mas também pela sociedade, que parece ainda não enxergar o papel que o serviço considerado essencial exerce para as cidades e seus moradores.

E quem socorre o transporte público na crise do coronavírus?

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × três =