Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Mais uma reviravolta na disputa judicial envolvendo a herança de Gugu Liberato. O chef Thiago Salvático, que afirma ter vivido um relacionamento amoroso com o apresentador, desistiu do processo no qual pedia reconhecimento de união estável, o que lhe daria direito a parte dos bens deixados por Gugu.

De acordo com o Notícias da TV, a decisão foi protocolada pela defesa de Salvático na última sexta-feira e aceita pelo juiz José Walter Chacon Cardoso, que publicou a decisão no Diário Oficial nesta segunda-feira.

“Thiago Borges Salvático, por seus advogados, nos autos da ação de reconhecimento de união estável post mortem movida contra João Augusto Di Matteo Liberato e outros, em curso perante esse juízo, vem respeitosamente à presença de à presença de V. Exa., com fundamento no artigo 485, parágrafo 5º do Código de Processo Civil (CPC), desistir da presente demanda, por razões de foro íntimo. Nesse contexto, o autor requer se digne V.Exa. de homologar por sentença a presente desistência, sem resolução do mérito, nos termos do artigo 485, inciso VIII, do CPC”, diz documento entregue pela defesa.

Agora, somente Rose Miriam Di Matteo briga na Justiça para ser reconhecida como viúva do apresentador. A médica, que teve três filhos com Gugu – João Augusto, Marina e Sofia – pede o reconhecimento da união estável e acesso à herança, avaliada em 1 bilhão de reais. Atualmente os bens do apresentador são administrados por Aparecida Liberato, irmã de Gugu.

Em nota ao jornalista Leo Dias, do jornal Metropoles, Thiago explicou a decisão. “Comunico que, em 28 de maio de 2020, desisti da Ação de Reconhecimento de União Estável Homoafetiva que movia contra os herdeiros legítimos e testamentários de Augusto Liberato. A desistência não significa que abri mão do direito ao reconhecimento da união estável que mantive com Augusto Liberato. ‬No entanto, por razões de foro íntimo, prefiro não dar prosseguimento à ação neste momento”, disse.

Entenda o caso

A médica Rose Miriam Di Matteo, que teve três filhos com Gugu – João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 16 -, pede na Justiça o reconhecimento de união estável com o apresentador. Com isso ela teria direito à metade da herança, que no total é avaliada em R$ 1 bilhão. Ela foi excluída do testamento feito por Gugu em 2011 e lido em novembro, poucos dias após a morte, no qual ele deixa o patrimônio para seus três filhos e cinco sobrinhos.

A família do apresentador garante que eles eram apenas amigos e tinham um contrato para a criação dos filhos, mas não uma relação como casal. A defesa de Rose contesta.

Em ação protocolada na 9ª Vara de Família e Sucessões do Foro Central da Comarca de São Paulo, Thiago Salvático, que mora na Alemanha, declara ter se relacionado com Gugu durante sete anos, sendo três deles com uma vida conjugal. Eles teriam iniciado o romance em 2012, alguns meses após se conhecerem em novembro de 2009.

Em entrevista ao Fantástico em maio, o chef falou sobre sua relação com Gugu. “Foi uma relação de duas pessoas solteiras, baseada em muito amor, com comunhão de vidas, cumplicidade. E tenho muito orgulho”, declarou na ocasião. “O maior sonho dele era poder viver num mundo sem preconceito e sem julgamentos, e que as pessoas pudessem expressar livremente o amor”, disse.

Gugu morreu aos 60 anos, após sofrer uma queda e bater a cabeça em sua casa em Orlando, nos Estados Unidos, no dia 20 de novembro. A morte do apresentador foi confirmada publicamente no dia 22, quando a família anunciou que todos os órgãos seriam doados.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × cinco =