RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) – O Vasco anunciou neste domingo (31) que 16 jogadores do elenco testaram positivo para o Covid-19. O clube realizou teste em todos os atletas, e o resultado fez com que houvesse mudança no planejamento.

Quem testou positivo será isolado até que esteja curado e sem possibilidade de transmitir o novo coronavírus para os demais.

De acordo com o clube, em função da pandemia do coronavírus, 250 pessoas foram submetidos a exames. Ao todo teriam sido 350 testes. O chefe do departamento médico do Vasco, Marcos Teixeira, foi quem fez o anúncio através das redes sociais do clube.

“Três atletas tiveram contato com o vírus e estão curados. Observamos 16 atletas que vieram com exames positivos. Eles estão isolados do grupo, vão continuar com contato médico e exames seriados até que tenhamos certeza que eles não poderão mais transmitir esse vírus para o restante do elenco. Isso só comprova que estamos fazendo uma grande ação de saúde, identificando o mais rapidamente possível essa infecção nos atletas, porque a gente sabe que 95% do nosso grupo são [pessoas infectadas] assintomáticas, essas que tiveram contato com o vírus. Isso faz com que a gente impeça que o vírus seja disseminado até mesmo dentro do ambiente familiar do atleta”, disse Teixeira em vídeo da Vasco TV.

Vasco e Flamengo são os dois clubes grandes do Rio que defendem o retorno das atividades esportivas no futebol carioca e contam com o apoio da Ferj (Federação de Futebol do Rio de Janeiro). Fluminense e Botafogo, por outro lado, têm uma postura diferente sobre o caso.

Os dois clubes, inclusive, fizeram uma visita ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na semana passada com o objetivo de agilizar o retorno do futebol carioca, o que gerou grande polêmica na ocasião.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

treze − cinco =