Empresários, executivos e organizações do terceiro setor formaram um grupo para ajudar micro e pequenos empreendedores em meio à pandemia do novo coronavírus no país. O programa ‘Estímulo 2020’ tem como objetivo dar o suporte necessário a esse nicho e o montante disponível é de R$ 20 milhões.

Abílio Diniz, um dos maiores empresários do país e um dos investidores do projeto, explicou à CNN como funciona a iniciativa. “Já vivi muitas crises na minha vida, mas sem dúvida, essa é uma das mais violentas. Mas ela terá início, meio e fim, isso tem que ficar muito claro para as pessoas. Quando irá terminar a gente ainda não sabe, mas no máximo será em 18 meses. Enquanto esta crise está acontecendo, muita gente está sofrendo”.

“O Estímulo 2020 foi criado junto com o empresário Eduardo Mofarej e dará auxílio de capital de giro aos pequenos empresários. Estou ajudando em vários projetos, mas neste, especificamente, farei mentorias para as pessoas que estamos destinando esse dinheiro. A ideia é que eles tenham uma palavra de experiência para este momento tão difícil”, completou.

O financiamento já está disponível na plataforma e tem juros de 4% ao ano, carência de três meses e parcelamento até 15 vezes.

“Nós temos uma plataforma que já está sendo bastante divulgada, tivemos mais de três mil pedidos e já atendemos mais de 200 mil empresários. Abrimos também para o estado de Minas Gerais. É um processo extremamente simples, e que eles podem receber o dinheiro nos bancos que já usam ou através do banco que a gente determina.”

Diniz afirmou ainda que o governo federal destinou verba para fazer este tipo de financiamento, mas que o processo é ‘mais complicado’. ” A burocracia no Brasil é muito grande. O governo disponibilizou, através da Caixa e dos bancos privados, mas eles têm uma série de dificuldades. Nós temos um processo ágil.”

“Vamos separar os medos reais dos imaginários e ter serenidade, isso é fundamental para administrar bem as suas coisas. Não podemos perder a esperança, e é isso que pretendo passar para as pessoas que buscam a minha mentoria, para que elas consigam se manter otimistas em relação ao cenário atua.
“O mundo nunca mais vai ser igual após a crise”, concluiu Abilio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + 16 =