No domingo (25), em publicação nas redes sociais, o deputado federal Fábio Faria, de 42 anos, filiado ao PSD, desmentiu que o governo federal tivesse pressionado o SBT Brasil para não divulgar no programa jornalístico do último sábado (23) o vídeo da reunião ministerial, ocorrida no dia 22 de abril.

“Mentira, mentira, mentira”, afirmou o deputado, que é casado com a filha de Silvio Santos (dono do SBT), Patrícia Abravanel, de 41 anos. Na postagem, ele deixou claro que “jamais houve reclamação do governo sobre a divulgação do famoso vídeo na emissora”.

O parlamentar disse, ainda, que seu sogro (Silvio) jamais aceitaria qualquer tipo de interferência e que o vídeo será exibido na íntegra no “Programa Silvio Santos”, no domingo (24).

Fabio Faria publicou na última sexta-feira (22), na mesma rede social, a afirmação de que o vídeo foi “um tiro no pé”. “O tempo de TV que Bolsonaro não teve na campanha, deram agora. (…) Tirando os palavrões, está parecendo mais uma peça de marketing do que prova contra o presidente”, comentou o deputado.

Entenda o caso

O programa SBT Brasil deixou de ir ao ar, no sábado, pela primeira vez desde sua estreia, em 2005. Em seu lugar, foi exibida uma reprise do programa de fofocas Triturando (ex-Fofocalizando).

O colunista Tony Goes divulgou que Silvio Santos teria ficado descontente com a edição de sexta (22) do jornalístico, que deu destaque ao vídeo da reunião ministerial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 + cinco =