Chamado de “bosta” por Jair Bolsonaro durante a reunião ministerial de 22 de abril, o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), disse que o presidente “não tem a menor compostura”.

“O presidente não tem a menor compostura, aquela reunião era pra ser tratada num bordel, não numa reunião ministerial”, afirmou no Twitter.

E completou:

“Eu não sou uma pessoa de esquerda e não sou um fascista como o presidente Bolsonaro.”

Arthur Virgílio Neto

@Arthurvneto

Entrevista Jovem Pan – Quero estar cara a cara com o presidente Bolsonaro para tratar do Conselho da Amazônia.

32 pessoas estão falando sobre isso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 1 =