O presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), Alberto Beltrame, divulgou uma nota há pouco lamentando a “instabilidade” pela qual passa o Ministério da Saúde com a demissão de Nelson Teich.

“Estabilidade, unidade técnica, esforços conjuntos, ações efetivas e compromisso com a vida e com saúde da população é o que se espera dos gestores neste momento. Em todas as esferas de Governo. A instabilidade e a falta de ações coordenadas e claras, neste momento, são inimigas da saúde e da vida.”

Beltrame, que também é secretário de Saúde do Pará, foi um dos críticos ao Plano Teich, que definia diretrizes para estados e municípios adotarem diferentes tipos de isolamento social.

“Estamos diante da maior calamidade na saúde pública, com o maior número de mortos de nossa história recente. Não é o momento de jogar mais dúvidas neste cenário, que tem infligido tanta dor, sofrimento e morte aos brasileiros”, diz a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × dois =