Ainda sem previsão de reabertura completa na maior parte do país, donos de bares e restaurantes buscam estratégias para garantir a sobrevivência dos negócios e já preparam adaptações nos serviços e instalações para quando forem autorizados a voltar a receber clientes dentro dos salões.

Diante da crise, o setor prevê uma retomada lenta, mas aposta em novos protocolos sanitários para garantir uma reabertura segura e convencer os clientes a voltarem a frequentar bares e restaurantes.

A Abrasel estima que 20% dos bares e restaurantes do país já fecharam as portas em definitivo desde o início das medidas de isolamento social e que ao menos 1 milhão de empregos formais já foram extintos. O setor reunia até março quase 1 milhão de pontos comerciais e empregava cerca de 6 milhões de trabalhadores, sendo 3 milhões de empregos formais.

Pizzaria com luvas e sem guardanapo de pano

O empresário Gabriel Pinheiro, sócio da pizzaria Villa Roma, que possui duas unidades da cidade de São Paulo, afirma não contar com uma autorização para reabertura tão cedo.

Ele diz ter convicção também que nos primeiros meses após a reabertura dificilmente conseguirá recuperar o movimento de clientes pré-pandemia – mesmo porque terá que reduzir o número de lugares nos seus salões em mais da metade (de 220 para 100). Por isso, decidiu preparar desde já um plano de adaptação aos novos tempos e investir em inovações para tentar ao menos elevar o faturamento e sair na frente da concorrência.

O empresário conta que já comprou máscaras com proteção de acrílico para fornecer para todos garçons e funcionários, além de termômetros infravermelhos para medir a temperatura dos clientes já na porta de entrada.

O restaurante planeja num primeiro momento atender apenas clientes que fizerem reserva, para evitar filas na porta, e irá também reduzir o cardápio. No lugar de 50 opções de pizza, serão 28. O cardápio, aliás, agora será plastificado. A pizzaria decidiu também abolir o guardanapo, retomar o uso de canudos descartáveis e irá oferecer também luvas plásticas para os clientes que desejarem comer a pizza sem uso de talheres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um + 11 =