Três procuradores foram destacados pelo Procurador-Geral da República, Augusto Aras “para reunir indícios de corrupção” contra pelo menos cinco governadores. A ação mira contratos emergenciais firmados para a compra de insumos e equipamentos em meio à pandemia da Covid-19, diz a Veja.

Um deles, segundo a reportagem, seria o governador do Rio, Wilson Witzel, do estado do Rio de Janeiro.

Ainda segundo o texto, “a nova leva de pedidos de inquérito da PGR contra governadores no STJ deve ser anunciada por Aras nos próximos dias”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 − 15 =