A presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba (Coren PB), Renata Ramalho, revelou ontem (07) em vídeo postado nas redes sociais da autarquia que a Direção do Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, implantou a carga horária de 30 horas semanais para técnicos de enfermagem.

A carga horária de 30 horas semanais para o profissional de enfermagem é sugerida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e amplamente utilizada em todo planeta, mas infelizmente no Brasil ainda não existe uma Lei regulamentando esta jornada.

A presidente lembrou que “a enfermagem é uma das profissões de maior desgaste físico e mental da área da saúde, sendo o maior corpo profissional do setor”. “Essa modificação da carga horária, leva a melhoria dos serviços por proporcionar maior qualidade de vida para profissionais, diminuindo as doenças ocupacionais, além de outros transtornos. Sem falar que estamos em meio a uma pandemia e essa situação por si só já aumenta o desgaste e os riscos”, avaliou.
Além das 30 horas, Renata lembrou da importância da categoria se manter mobilizada pela aprovação de um piso nacional, já que os profissionais enfrentam baixíssimos salários em todo Brasil. “Precisamos seguir lutando para que a Câmara Federal faça sua parte a aprove um projeto de Lei que já tramita na Casa fixando o piso nacional dos profissionais de enfermagem. É inadmissível que uma profissão essencial para os serviços de Saúde até hoje não receba salários dignos e esta situação perdura na Paraíba lamentavelmente”, destacou.

A presidente lembrou que o defendido pelo Conselho é um piso salarial para os Enfermeiros no valor de R$4.650,00. Já para técnico de enfermagem o valor seria R$2325,00, conforme prevê o Projeto de Lei 1876/2019 em trâmite na Câmara dos Deputados de autoria do deputado Mauro Nazif (PSB-RO).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − 20 =