O ator paulista Flávio Migliaccio, de 85 anos, encontrado morto na manhã desta segunda-feira (4) no sítio dele, na Serra do Sambê, em Rio Bonito, no Rio de Janeiro, deixou uma carta para a família. No documento, ele disse que “a velhice neste país é o caos” e que “a humanidade não deu certo.”

Na carta (veja imagem abaixo), Flávio revela uma decepção com o Brasil e com o ‘tipo de gente’ que acabou encontrando. “Me desculpem, mas não deu mais. A velhice neste país é o caos como tudo aqui. A humanidade não deu certo. Eu tive a impressão que foram 85 anos jogados fora num país como este. E com esse tipo de gente que acabei encontrando. Cuidem das crianças de hoje.”

Flávio Migliaccio ficou conhecido com o seriado infantil ‘Shazan, Xerife & Cia” e pelas novelas que fez na TV Globo. A mais recente foi ‘Órfãos da Terra’, no ano passado. Ele também atuou no seriado ‘Tapas e Beijos’, com Andréa Beltrão e Fernanda Torres.

O caseiro do sítio que Flávio mantinha desde 1970 encontrou o corpo do ator hoje, no quarto. Flávio deixa um filho, o jornalista Marcelo Migliaccio.

Veja também

Ator Flávio Migliaccio é encontrado morto em sítio

Confira a carta deixada pelo ator Flávio Migliaccio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × 3 =