“João Pessoa ainda terá dias mais duros pela frente. O mês de maio será um mês muito difícil”. A declaração é do prefeito Luciano Cartaxo, feita hoje durante coletiva onde apresentou estudo sobre o avanço do Covid-19 e prorrogou os decretos que asseguram o isolamento social na cidade .

“Precisamos continuar trabalhando e chamando a sociedade para entender da real necessidade, da compreensão de que é preciso muita união para a gente superar essa crise”, disse.

“Não vamos ideologizar o vírus. O vírus não é de esquerda, não é de direita”, disse ainda, ao ressaltar a necessidade da união de todos para vencer a batalha contra o coronavírus. Na ocasião ele lembrou da reunião que teve ontem com o governador João Azevêdo, onde discutiram medidas de combate ao Covid-19.

A meta principal, enfatizou Luciano Cartaxo, é salvar vidas.

Durante a coletiva, o prefeito destacou a importância do isolamento social.

“O isolamento social continua sendo a medida mais eficaz no combate ao coronavírus. Não existe vacina, existe muita pesquisa, muito esforço, mas hoje a nossa vacina é o isolamento social”, afirmou.

“Não existe sistema de saúde, no mundo inteiro, preparado para uma pandemia como essa”, disse ainda, ressaltando a importância do isolamento social.

Isolamento por mais 15 dias

O prefeito anunciou a prorrogação dos decretos que preservam o isolamento social, por mais 15 dias, com fechamento de restaurantes, bares, escolas, comércio, shoppings, cinemas, salões de beleza e espaços públicos, entre outros empreendimentos na capital paraibana. A nova vigência do decreto vai até o dia 18 de maio.

“Ninguém gostaria de ver shoppings fechados, restaurantes, espaços públicos. Mas é necessário, é fundamental”, frisou.

“Quando passar isso quero abraçar muita gente na cidade de João Pessoa”, continuou, destacando que todas as medidas “duras” tomadas são para salvar vidas e para garantir o retorno das atividades com segurança, na hora certa.

“Não vamos abrir na hora errada. Seria jogar todo esforço fora”. Não podemos escancarar as portas de João Pessoa no momento em que estamos com aumento de casos e de óbitos”, declarou Luciano.

O prefeito disse que vai endurecer as fiscalizações para garantir as medidas de isolamento, com medidas nas áreas cível e criminal. “Vamos apertar mais ainda para a gente ter o serviço essencial funcionando, mas funcionando bem”, avisou.

128 leitos contra a Covid-19

O gestor anunciou 10 novos leitos de UTI em funcionamento no Hospital Santa Isabel, alcançando a marca de 128 alas dedicadas ao combate da Covid-19 apenas na rede municipal. O Hospital Prontovida terá os primeiros leitos abertos no dia 11/05. Projeções da Secretaria Municipal de Saúde apontam que o número de pessoas que não resistiram ao vírus seria seis vezes maior sem o distanciamento social. A demanda por UTIs seria 139% superior.

O número de casos confirmados da doença aumentou e a cidade se aproxima da marca de 500 registros de pessoas com Covid-19. A decisão de prorrogar o decreto mantém o fechamento temporário do comércio, como cinemas, shoppings, salões de beleza, bares e restaurantes, preservando apenas os serviços essenciais. As aulas seguem temporariamente suspensas, assim como o transporte público, que continuará com linhas específicas para profissionais de saúde. “A Prefeitura de João Pessoa agiu de forma antecipada, com as primeiras ações antes da confirmação do primeiro caso da doença. As projeções apontam que termos dias ainda mais difíceis no mês de maio. Seguimos reforçando a rede de saúde, mas o cumprimento do isolamento social será decisivo”, explicou Luciano Cartaxo.

O decreto recomenda que a população faça uso de máscaras sempre que sair de casa, como mais uma medida preventiva a ser adotada. Haverá a obrigatoriedade do uso do equipamento de proteção para quem trabalha no estabelecimento. A exemplo do anterior, o documento também prevê fiscalização nos mercados, determinando o controle de acesso a uma pessoa da família por vez, salvo em condições especiais. Bancos e lotéricas devem cumprir medidas de proteção aos funcionários e clientes, mantendo a distância de 1,5m entre as pessoas. “A vida vem primeiro. Precisamos fazer um grande pacto para continuar salvando ainda mais pessoas. O isolamento social tem sido uma realidade no mundo inteiro, sendo fundamental nos resultados alcançados. Estamos dialogando com vários segmentos para que sejam feitos os estudos de uma possível reabertura gradual. Mas precisamos fazer isso no tempo certo, com toda segurança”, disse o gestor.

Rede de saúde – Com a ampliação de mais 10 novos leitos de UTI que entram em funcionamento a partir de hoje no Hospital Santa Isabel, a cidade de João Pessoa conta com uma rede formada por 128 leitos para atendimento ao novo Coronavírus. Além de outras ampliações previstas na rede hospitalar, o número de leitos para atendimento à Covid-19 deve crescer ainda mais com a entrega do Hospital ProntoVida. As obras físicas serão concluídas até o dia 5 de maio e no dia 11 os primeiros leitos já estarão à disposição da rede para receber pacientes. Na nova unidade hospitalar, serão 82 leitos de enfermaria e 32 leitos de UTI, totalizando mais 114 leitos. “Cada novo leito aberto é uma grande conquista. As dificuldades são muitas. Estamos enfrentando uma concorrência mundial por equipamentos e insumos”, disse o secretário de Saúde, Adalberto Fulgêncio.

Projeções – Com 499 casos registrados na Capital paraibana, as projeções realizadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) indicam que os números poderiam ser muito maiores se as medidas de isolamento social não tivessem sido adotadas pela Prefeitura de João Pessoa antes do registro dos primeiros casos. Até hoje, morreram 32 pessoas na cidade vítimas da Covid-19, mas este número seria mais de seis vezes maior se a cidade não tivesse em isolamento. A necessidade por leitos de UTI também cresceria 139%, sobrecarregando a rede hospitalar que, até o momento, vem se preparando e tendo capacidade assistencial superior à demanda, tanto nos leitos de UTI como de enfermaria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + 17 =