Apesar das recomendações das autoridades governamentais e de saúde de manter o isolamento social diante da pandemia de coronavírus, João Pessoa voltou a registrar longas filas e aglomerações em agências da Caixa Econômica nesta quarta-feira (22), como mostra flagra em uma agência da CEF na Avenida Cruz das Armas. As aglomerações são formadas por pessoas que buscam receber o auxílio emergencial.

A Caixa Econômica Federal segue com o calendário de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600. Nesta quarta-feira (22), serão creditados os pagamentos para mais cerca de 7,2 milhões de brasileiros: o lote inclui 1,2 milhão de beneficiários do Cadastro Único que não recebem Bolsa Família e 4,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site. Além deles, vão receber os pagamentos 1.924.261 pessoas que são beneficiárias do Bolsa Família.

Até as 8h de terça-feira, já haviam sido pagos R$ 16,3 bilhões para 24,2 milhões de brasileiros. Entre os que já receberam a primeira parcela do benefício, estão 9,3 milhões de inscritos Cadastro Único que não recebem Bolsa Família; 5,8 milhões de beneficiários do Bolsa Família; e 9,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site.

A partir de amanhã, quinta-feira (23), a Caixa começa a pagar a segunda parcela do benefício para os trabalhadores que estão no Cadastro Único e não recebem Bolsa Família e para os que se inscreveram por meio do site e do aplicativo do Auxílio Emergencial. Já quem recebe o Bolsa Família segue o calendário normal de pagamento do benefício, e vai receber a segunda parcela nos últimos dez dias úteis de maio.

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, disse hoje, durante reunião com parlamentares na Assembleia Legislativa da Paraíba, de forma remota, que a aglomeração de pessoas em agências bancárias e casas lotéricas tem sido uma preocupação constante e tema de discussões por parte do governo e representantes das entidades.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + 16 =