O general Eduardo Pazuello apresentou nesta terça-feira (21) dados dos casos de coronavírus pelo Brasil ao presidente Jair Bolsonaro. Segundo o blog apurou, Pazuello é o nome de Bolsonaro para ocupar a secretaria-executiva do Ministério da Saúde.

O governo quer que Nelson Teich, o titular da pasta, “foque nas questões técnicas”, enquanto Pazuello ficará responsável pela “gestão” e logística da crise.

Assessores do presidente afirmam que Pazuello tem levantado dados do coronavírus que divergem dos apresentados pela equipe do ex-ministro Mandetta. Nas palavras de um general, Pazuello “é o homem que faz acontecer”.

Ele foi responsável pela coordenação da Operação Acolhida, que distribuiu venezuelanos que chegavam ao Brasil por Roraima. Ele entrará no lugar de João Gabbardo, braço direito de Mandetta quando ministro da Saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

7 + três =