Em sua primeira entrevista a um veículo de comunicação da América Latina desde que iniciou os testes da vacina contra a Covid-19, Paul Stoffels se mostra otimista com o avanço do processo

O médico belga Paul Stoffels, vice-presidente do Comitê Executivo e Chief Scientific Officer da Johnson & Johnson afirmou, em entrevista ao NeoFeed, que as primeiras doses da vacina contra covid-19 devem estar disponíveis em caráter de urgência entre janeiro e fevereiro de 2021.

“Estamos expandindo nossas estruturas para conseguir produzir dezenas de milhões de vacinas de alta qualidade mensalmente, mas é um trabalho em processo”, disse Stoffels.

Especialista em HIV e doenças tropicais, Stoffels tem passado até 16 horas por dia trabalhando para cumprir a missão – e a promessa – de imunizar um bilhão de pessoas o quanto antes.

Pelo menos foi esse o acordo firmado com o governo americano. A equipe de Donald Trump concordou em entrar com US$ 421 milhões do US$ 1 bilhão necessário para que a Johnson & Johnson expanda sua capacidade de produção e cumpra esse objetivo.

O médico, que mora nos Estados Unidos, destaca a união de forças de governos e iniciativas privadas, e faz questão de resgatar a esperança de quem, direta ou indiretamente, sofre com a crise que estamos vivendo.

“Gostaria de deixá-los com esperança: isso vai ter um fim. Tem muita gente trabalhando para que encontremos alívio o quanto antes.”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

nove − 4 =