Foi publicada nesta sexta-feira (17), no Diário da Justiça, a decisão do desembargador do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Ricardo Vital de Almeida, que negou o pedido do ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho (PSB) para viajar semanalmente à Brasília-DF, para cumprir presencialmente as funções na condição de presidente da Fundação João Mangabeira, do PSB.

No mês de dezembro de 2019, o ex-governador foi preso devido ter sido alvo da sétima fase da Operação Calvário, batizada de ‘Juízo Final’. No entanto, conseguiu um habeas corpus concedido pelo ministro Napoleão Maia do Superior Tribunal de Justiça. Ricardo segue usando tornolozeleira eletrônica após também ter seu pedido negado pela MInistra Laurita Vaz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × três =