Bandidos arrombaram a Fundação Casa de José Américo, no bairro do Cabo Branco, em João Pessoa. A Polícia Militar foi acionada na tarde desta quinta-feira (16).

O major Bruno, comandante da Companhia Especializada de Apoio ao Turista (Ceatur) da Polícia Militar, confirmou sobre o caso de arrombamento ao ClickPB.

As primeiras informações, extraoficiais, são de que furtaram as medalhas dos ex-governadores armazenadas no local.

História da Fundação             

A Casa incorporou-se à história e à cultura brasileira desde sua construção, no início dos anos 50 e foi palco de grandes momentos com reuniões e visitas de figuras ilustres nacionais dos campos da política, das artes ou da literatura.

Desde 1982, o local onde viveu um dos governadores da Paraíba, o areiensse José Américo está aberto à visitação pública. No local, um Mausoléu, onde jaz ao lado da esposa Alice, obra do arquiteto iraniano Baham Khorramchahi, inaugurado em 20 de janeiro de 1983, com a presença do Presidente João Baptista Figueiredo e da Ministra da Educação Esther de Figueiredo Ferraz é possível de ser visitado.

A Fundação foi criada pela Lei Estadual 4.195, de 10 de dezembro de 1980. O local é composto do Museu, da Biblioteca e dos Arquivos dos Governadores e outros políticos e intelectuais paraibanos.

A casa possui um acervo considerado pelos historiadores como uma preciosidade da história contemporânea nacional com mais de 300 mil documentos, entre manuscritos e impressos em geral, fotos e peças de áudio e vídeo, que servem de fonte de estudos para melhor conhecimento da realidade brasileira a partir de 1930,

Atualmente por conta da pandemia, o local estava fechado. No entanto, todo o espaço é palco de conferências, reuniões, lançamentos e premiações ligadas à cultura nordestina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + treze =