A Justiça determinou que quatro vereadores de Cabedelo permaneçam afastados dos cargos. A decisão, apurada pelo ClickPB, foi tomada pelo juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo, nesta terça-feira (14).

Benone Bernardo da Silva, Jonas Pequeno dos Santos, Janderson Bizerril de Brito e Josimar de Lima Silva haviam retomado os mandatos no dia 7 de abril, após autorização da presidente da Câmara de Cabedelo, Graça Rezende.

O juiz considerou que se demonstra concreta a “necessidade de postergação da medida cautelar de afastamento dos denunciados”. O prazo estipulado do novo afastamento é de 120 dias, sujeito à reapreciação e controle judicial.

Todos os quatro vereadores, Janderson Brito (PSDB), Jonas Pequeno (PSDB), Benone Bernardo (PRP) e Josimar de Lima (PRP) foram afastados da Câmara, no dia 4 de dezembro de 2019, durante a sexta fase da Operação Xeque-Mate, que investiga esquema de corrupção em Cabedelo. Eles foram apontados por recebimento de propina do ex-prefeito Leto Viana para apoiar o então gestor no mandato e em ações ilícitas que estão sendo investigadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 + 18 =