O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o desembargador Márcio Murilo, afirmou que o tribunal não suporta a redução do duodécimo que vem sendo estudada pelo Governo do Estado.

Segundo ele, o TJPB já passou quatro anos com o duodécimo congelado. ”Já estamos com redução de receitas, já que as custas judiciais estão caindo”, disse ele em entrevista ao programa de rádio Arapuã Verdade.

”Já estamos pagando o preço dessa recessão e o Governo do Estado sempre teve acréscimo de arrecadação”, comentou. De acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), o valor do duodécimo do TJPB é de R$ 668,4 milhões.

”Com a situação de redução de receita, nós não temos que ter redução de duodécimo, pois não suportamos mais. Já fizemos todo o enxugamento possível, enxugamos a máquina administrativa, não fizemos concurso, exatamente para economizar”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × um =