BRASÍLIA — A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou nesta segunda-feira que “ninguém vai morrer abandonado” no Brasil durante a epidemia do novo coronavírus. Damares fez referência a uma notícia de que idosos foram encontrados mortos em um abrigo na Espanha e disse que essa situação não irá se repetir aqui.

— Isso não vai acontecer no Brasil. Ninguém, nesse momento de crise, vai morrer sozinho, abandonado no Brasil. Porque essa é uma nação acolhedora, esse é um Brasil acolhedor. E essa é uma nação que vai cuidar de todos — afirmou Damares, durante cerimônia no Palácio do Planalto.

A declaração foi feita durante o lançamento do projeto Brasil Acolhedor, que promoverá apoio à população vulnerável durante a epidemia da Covid-19. As ações incluem doações de cestas básicas e itens de higiene pessoal. O programa focará em idosos, pessoas com deficiência e moradores de rua. A ação faz parte do programa Pátria Voluntária, coordenado pela primeira-dama Michelle Bolsonaro.

— Por meio da união e da solidariedade, vamos apoiar os mais necessitados — disse Michelle. — Nós reafirmamos nosso compromisso de não deixar ninguém para trás. Vamos vencer essa desafio juntos.

Na semana passada, o governo já havia lançado um programa de arrecadação de doações para instituições sem fins lucrativos, que poderão ser utilizadas em ações contra o coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × 5 =