Sandra Zampa, subsecretária de Saúde italiana, afirmou nesta terça que a Itália excluiU qualquer possibilidade de realizar jogos de futebol com público enquanto não houver uma vacina para a Covid-19.

O campeonato italiano está suspenso desde o dia 11 de março e o vírus já matou mais de 20.000 pessoas no país desde o início da pandemia.

“Vejo o regresso do futebol muito difícil e penso que esse debate não é, neste momento, uma prioridade. Mesmo com jogos à porta fechada, penso que no próximo mês o futebol não deve voltar. E, com isso, também penso que nada de catastrófico acontecerá ao futebol. Só voltaremos a ver estádios cheios quando existir total segurança e quando existir uma vacina”, afirmou em declarações à RaiNews24.

Na semana passada, o organismo responsável pela organização da Serie A disse estar “seguindo a evolução da situação e em estreita coordenação” com a UEFA, Federação italiana de futebol e Associação de Clubes Europeus (ECA) e reforçou que a competição apenas será retomada “quando as condições de saúde pública e o Governo assim o permitirem”.

Jean Mackenzie@jeanmackenzie

Spoke to Italy’s junior health minister @szampa56 about their lockdown exit plan.
Schools closed until September.
Restaurants and bars closed (or open with restrictions) for many more months, perhaps even until vaccine is available.

Vídeo incorporado

35 pessoas estão falando sobre isso

Cristiano Ronaldo

@Cristiano

In this very difficult moment for our world it is important we unite and support each other. Let’s all do what we can to help.

Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter
27,8 mil pessoas estão falando sobre isso

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 + 9 =