O advogado e defensor público aposentado Levi Borges foi morto a tiros, na última quinta-feira (9), em um condomínio na Praia do Paiva, município de Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco. O crime aconteceu na portaria do imóvel e teria sido praticado por dois homens, que fugiram.

De acordo com as últimas informações, a policia de Pernambuco investiga se foi assalto seguido de morte ou execução planejada. Além disso, policiais investigam também as imagens das câmeras de segurança do pedágio e da rodovia privada Rota dos Coqueiros para identificar o carro onde estavam os suspeitos. A mala do carro do defensor público tem manchas de sangue na lataria do veículo. O local foi isolado pela Polícia Civil.

Segundo relatos de uma pessoa que esteve no velório do defensor, sua esposa relatou que já faziam alguns meses que o (carro branco) vinha seguindo eles; durante este período, os mesmo não deram importância, mas já se preocupavam com a situação.

Ainda segundo relatos, a filha do casal, que é Juíza, está a frente de uma grande operação e, já havia vindo recebendo ameaças; no sentido de que ela iria receber “um aviso”. De acordo com o mesmo relato, no dia da abordagem, a Esposa de Levi Borges disse que o casal havia percebido a perseguição. E, que o crimioso disse os seguintes termos: “Agora tu vai morrer’. Após isso, o defensor correu e acabou sendo executado.

De acordo com informações da Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE), Levi Borges foi abordado por um assaltante em frente ao condomínio onde a filha mora. Na abordagem, ele foi baleado, socorrido por familiares para uma Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), mas não resistiu aos ferimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

vinte − um =