Entre as experiências tecnológicas de ponta que estão dando certo no combate ao novo coronavírus, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, destacou nesta terça-feira, 07/04, o sistema de oxigenação desenvolvido dentro da Samel. A iniciativa vem salvando pessoas contaminadas com o novo coronavírus.

O método desenvolvido pelo Grupo Samel trata-se da implantação de uma cápsula que envolve a cabeça de quem precisa de maior ventilação, sem precisar que o paciente seja entubado. A cápsula foi desenvolvida juntos aos fisioterapeutas e construída com canos de PVC e plásticos. E se o paciente precisar ser alimentado, não é necessário retirar o equipamento.

O aparelho alternativo de ventilação foi apresentado, em vídeo, ao ministro da Saúde, na última sexta-feira, 03/04.

Durante coletiva, nesta terça-feira, 07/04, comentou sobre a iniciativa. “É uma sugestão fantástica. Os meus parabéns para a equipe”, afirmou o ministro.

O Secretário da Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Denizar Vianna, elogiou a inovação e ressaltou que a pasta avalia a aplicação de modo ampliado.

“(A experiência) está mostrando resultados benéficos para a população, evitando que esse paciente evolua para a necessidade de entubação orotraqueal e uma permanência maior em assistência ventilatória. Estamos avaliando esses dados. Queremos ampliar, uma vez que se prove que é uma intervenção segura e benéfica para o paciente, que a gente possa ampliar para outros pacientes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × um =