Mais de 16 mil profissionais foram classificados no processo seletivo simplificado, em caráter emergencial, para formação de cadastro de reserva de pessoas que vão atuar contra o Covid-19 em hospitais da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) na Paraíba. Conforme lista de classificação, divulgada pela Ebserh, os profissionais vão atuar nos Hospitais Universitários de João Pessoa, Campina Grande e Cajazeiras.

De acordo com a Ebserh, a formação do cadastro de reserva tem como objetivo suprir a rede com profissionais que vão atuar na linha de frente do combate ao novo coronavírus e também para reposição de profissionais que porventura tenham que se ausentar por conta da doença.

No Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), em João Pessoa, foram classificadas 9.591 pessoas, sendo 7.118 em ampla concorrência. No Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande, a lista tem 4.450 nomes, sendo 3.340 na ampla concorrência. Já no Hospital Universitário Júlio Bandeira (HUJB), em Cajazeiras, são 2.570 classificados, sendo 1.968 na ampla concorrência.

A seleção foi feita por meio da análise curricular e avaliação de títulos e experiência profissional. Segundo a Ebserh, todos os candidatos que se inscreveram de acordo com as regras previstas no edital aparecem na lista de classificação.

O órgão explica, porém, que nem todos os nomes vão ser chamados, uma vez que a lista contém apenas a ordem dos candidatos classificados. As convocações vão ser feitas caso haja necessidade de cada hospital, e ainda dentro do limite aprovado pelo Ministério da Economia.

O cadastro está sendo feito para profissionais de níveis técnico e superior, nos cargos de médico (medicina de emergência, anestesiologista, clínica médica, medicina intensiva), enfermeiro (terapia intensiva, urgência e emergência), técnico em enfermagem, fisioterapia, engenheiro (clínico e mecânico) e arquiteto. As remunerações variam de R$ 3.255,32 a R$ 10.350,45. A remuneração mais alta é para os cargos de engenheiro clínico, engenheiro mecânico e arquitet

Os contratos têm duração de seis meses, podendo ser prorrogados caso haja necessidade. Segundo a Ebserh, o resultado da seleção não pode ser usado para chamamento de profissionais após a pandemia. Assim que acabar o estado de calamidade pública, a autorização para vagas temporárias perde valor.

A empresa diz ainda que não há previsão de interposição de recurso do resultado, apenas no momento da contratação, caso o candidato discorrer da análise da Divisão de Gestão de Pessoas sobre sua documentação comprobatória.

A convocação dos candidatos vai ser feita por meio do Diário Oficial da União, além de um aviso que vai ser enviado para o e-mail do candidato informado no ato da inscrição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + 8 =