Nesta terça-feira (7), as autoridades do partido comunista informaram que o magnata está sendo investigado.

O magnata chinês do ramo imobiliário, Ren Zhiqiang, um conhecido crítico do Partido Comunista da China (PCC), está sendo investigado pela justiça do país asiático.

Amigos de Zhiqiang dizem que o bilionário está desaparecido há cerca de um mês e acreditam que ele esteja detido na capital Pequim.

Em um artigo publicado no mês de fevereiro, o magnata disse que o surto do novo coronavírus em Wuhan foi causado pela “esclerótica cultura” do Partido Comunista.

Zhiqiang disse que o PCC valoriza a propaganda e elogios ao presidente Xi Jinping, mas que silencia a livre expressão.

Antes de desaparecer sem deixar rastros, o magnata escreveu que Jinping é “um palhaço que não tem roupas, mas determinado a ser imperador”, destaca o jornal Gazeta do Povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × 2 =