A Câmara dos Deputados decidiu cortar, através das despesas aéreas e horas-extras, R$ 150 milhões do seu orçamento para ajudar no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A decisão tomada pela Mesa Diretora foi anunciada em coletiva nesta terça-feira (7), pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que não deu detalhes sobre o tempo de duração do corte.

A portaria, que ainda será publicada, determina o corte de R$ 58 milhões em custeio operacional, R$ 49 milhões em investimentos e R$ 43 milhões em despesa pessoal.

a coletiva, Maia anunciou que a Câmara dos Deputados “precisa e sempre dará sua contribuição nesse momento de crise”. “A gente faz um primeiro corte de gastos de enfrentamento à crise nas despesas de passagens, horas-extras, tudo aquilo o que a gente sabe que não é necessário nesse momento. Daremos a nossa contribuição não só com projetos, mas também com atos onde a gente economiza recursos para o enfrentamento da pandemia”.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete − 8 =