O ator Carlos Vereza, um dos maiores apoiadores a Jair Bolsonaro na classe artística, retirou seu apoio ao presidente por conta da crise no governo causada pelo novo coronavírus.

Através das redes sociais, Vereza demonstrou insatisfação com os seguintes atritos e diferença de discursos entre Bolsonaro e Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde do governo.

“Estava tentando defender Bolsonaro, não tanto por ele, mas pela normalidade das instituições. Mas ele desautorizar publicamente o ministro da Saúde por ciúmes, não dá mais: tirei o time”, escreveu o ator.

Enquanto o ministro defende o total isolamento de toda a população – menos em relação aos serviços essenciais -, o presidente exige a abertura do comércio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

vinte − dezesseis =