Lula, na entrevista ao UOL, criticou a decisão de Alexandre de Moraes de suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para o comando da PF.

Para o condenado, “a troca do delegado não pode ser nenhum absurdo”.

“Não pode um único juiz da Suprema Corte tomar atitude de evitar. Não podemos permitir que as instituições ajam politicamente. […] Que a pessoa prove que o delegado tem um ilicito, aí sim ele está correto [em barrar a nomeação]”, afirmou Lula.

“O presidente da República tem mais autoridade para indicar o delegado do que o ministro. Afinal de contas, foi o presidente da República que foi eleito. […] Se ele [Ramagem] cometeu algum desvio, obviamente que não poderia mesmo assumir. Mas é preciso que a gente seja preciso, porque um dia você pode ser presidente e você pode querer indicar uma pessoa que você conheça para um cargo e alguém vai dizer que não pode indicar.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × cinco =