A Unimed João Pessoa transferiu pacientes de risco, principalmente os que apresentam problemas cardíacos, para outras unidades hospitalares, como o Dom Rodrigo, Memorial São Francisco, Clinepa, Hospital Dia e o Samaritano. Esses hospitais estão recebendo, preferencialmente, pacientes não-Covid 19. Por outro lado, de forma escalonada, o Hospital da Unimed está sendo transformado em preferencial para tratamento de infectados pelo Covid- 19

Foi o que declarou nesta sexta-feira o novo presidente do Conselho de Administração (Conad) da Unimed João Pessoa, Gualter Lisboa Ramalho, durante coletiva de imprensa realizada no auditório do Hospital Alberto Urquiza Wanderley.

Segundo ele, pessoas com problemas oncológicos não devem ser levados à Unimed.

Em relação aos casos relacionados à Covid-19, que chegarem ao hospital, a triagem vai definir se fica hospitalizado ou se cumpre isolamento social.

“Estamos 24 horas no ar, embasados nas referências clínicas. Acompanhamos diariamente as curvas da pandemia buscando o melhor para nossos usuários. Temos parcerias com outros hospitais e a rede pública para daqui a uns 3 meses poder anunciar que superamos essa crise. Achamos que em setembro ou outubro teremos vencido o vírus. Queremos trabalhar de forma compartilhada com os outros poderes” disse Gualter Ramalho na coletiva, onde estava acompanhado de Petrúcio Abrantes Sarmento e Luiz Antônio.

O novo presidente da Unimed João Pessoa explicou que as cirurgias eletivas foram suspensas para poupar equipamentos de Proteção Individual (EPIs), usado pelos profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate ao Covid-19.

O coordenador médico do comitê de combate à Covid da Unimed-JP, o médico Petrúcio Abrantes Sarmento, explicou como vai ser o procedimento e justificou as medidas implantadas.

Petrúcio Abrantes Sarmento disse que estamos chegando agora ao início da serra, em relação a projeções feitas sobre a provável contaminação de pessoas. “Estamos chegando ao início da serra. Estamos de 10 a 20. A curva vem crescendo e 18% são internados”, alertou. Ele informou que atualmente existem 15 pessoas internadas em enfermarias no hospital e quatro estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Tocador de áudio

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − 8 =