O Ministério Público de Contas da Paraíba pediu a suspensão do São João de Campina Grande 2020. O evento foi adiado para outubro, pelo prefeito Romero Rodrigues, por causa da pandemia do novo coronavírus. Mesmo assim, o núcleo integrante do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) questionou a necessidade da realização da festa fora da época junina e as condições econômicas consequentes da disseminação da Covid-19.

Os procuradores também citam que a nova data da festa ocorre próxima das Eleições 2020, e que foram empenhados R$ 2,8 milhões para a Medow Promo, organizadora do evento, valor ainda não pago.

O parecer é assinado pelo procurador-geral, Manoel Antônio dos Santos Neto, e por mais dois procuradores do Ministério Público de Contas. O pedido do MPC será analisado pelo relator, conselheiro Antônio Cláudio Silva Santos.

O prefeito Romero Rodrigues anunciou no dia 23 de março que o São João de Campina Grande foi adiado para acontecer entre 9 de outubro e 8 de novembro.

O Portal  conversou com o procurador do município de Campina Grande, José Fernandes Mariz. Ele disse que o empenho global para pagamento à Medow Promo foi feito em 12 de março, quando ainda não havia decisão de cancelamento da festa, e que esse empenho já foi cancelado. O procurador do município completou dizendo que a realização do evento em outubro ainda está condicionada a um parecer da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde e de órgãos estaduais e do município sobre a pandemia do novo coronavírus.

José Fernandes Mariz explicou ainda  que entende a preocupação do procurador-geral, Manoel Antônio dos Santos Neto, do MPC, em relação à aplicação dos recursos públicos.

Sobre o questionamento do MPC sobre o São João de Campina Grande ocorrer fora de época junina, Mariz argumentou que o evento é “fonte de emprego e renda, e é mais proveitoso do que até mesmo as festas e pagamentos de final de ano.”

José Fernandes Mariz acrescentou que a programação agendada para outubro é um plano de ação para que as pessoas e instituições se programem, mas que a execução do São João de Campina Grande dependerá de como estará a situação em relação ao controle da pandemia do novo coronavírus. “As pessoas precisam dessas informações para se programar.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × três =