A subprocuradora Lindora Araújo, chefe da Lava Jato na PGR, estuda criar uma força-tarefa para acompanhar os repasses que o MPF pretende fazer para o enfrentamento do novo coronavírus.Dias atrás, revela O Antagonista, o ministro Alexandre de Moraes acolheu pedido do procurador-geral Augusto Aras para que R$ 1,6 bilhão obtidos pela Lava Jato sejam utilizados nos esforços contra a Covid-19.

Além desses repasses, adianta a publicação, a subprocuradora poderia sugerir que essa força-tarefa integre com o TCU o monitoramento da execução do ‘Orçamento de Guerra’. É urgente garantir que esses bilhões cheguem a seu real destino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 15 =