Foto: reprodução

Com a morte de duas idosas no Hospital Regional de Pombal, no Sertão do Estado, nesta segunda-feira (30), sobe para 14 o número de óbitos suspeitos de Covid-19 na Paraíba. As mulheres de 75 e 71 anos moravam em Pombal e Patos, respectivamente.

As idosas estavam internadas na UTI do Hospital Regional de Pombal com sintomas de coronavírus. Os exames das idosas foram enviados ao Laboratório Central da Paraíba (LACEN-PB), e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) aguarda os resultados.

Nesta terça-feira SES divulgou o primeiro Boletim Epidemiológico do novo coronavírus (Covid-19). O documento traça o perfil da doença na Paraíba, além de contabilizar o número de casos confirmados e os que estão em investigação.

Até agora, os 17 casos confirmados estão distribuídos por cinco municípios, sendo João Pessoa com a maior concentração com 12 pessoas infectadas, o que equivale a 70,5% dos casos. O município de Campina Grande é o segundo, com dois casos confirmados, seguido de Patos, Sousa e Igaracy, todos com apenas um caso. Desses, 12 estão em isolamento domiciliar, três estão recuperados e dois seguem internados, sendo um em UTI e outro em leito regular. Até o momento, nenhum óbito foi confirmado para Covid-19 na Paraíba e 14 estão em investigação.

Sobre o perfil das pessoas acometidas pelo Covid-19, cinco são mulheres, o que representa 29,4% dos casos, e 12 são homens, equivalente a 70,6%. A faixa etária dos confirmados mostra que os jovens entre 30 e 49 anos são maioria. De acordo com o secretário executivo de Gestão de Rede de Unidades de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, o perfil dos casos confirmados no Estado é de homens jovens. “O Brasil está rejuvenescendo o coronavírus”, destaca.

No momento, 25 pacientes estão internados em UTI e 69 em leitos de isolamento, seguindo em investigação para Covid-19. A SES lembra que todos os casos hospitalizados da Covid-19 devem ser notificados de forma imediata (até 24 horas) a área Técnica para Vírus Respiratórios na Gerência Executiva de Vigilância em Saúde do Estado pelo profissional de saúde responsável que prestou o atendimento.

Até a segunda-feira (30), dos pacientes hospitalizados, foram registradas 162 notificações para Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) com investigação para Covid-19. Destes, 50 já tiveram exame não detectável para SARS-CoV-2, o novo coronavírus. Todas as amostras são testadas para demais vírus respiratórios para evolução e encerramento de cada caso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 3 =