Nos últimos dias, projetos de lei que cortam alguns privilégios de servidores do setor público ganharam força no Congresso Nacional, informa Helena Mader na Crusoé.

“Se tudo não passar de jogo de cena político apenas para jogar um verniz sobre a já destroçada imagem dos parlamentares, será mesmo um avanço. Uma proposta que estava engavetada na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara e pode ser desempoeirada é a chamada PEC do Penduricalhos. Ela proíbe que qualquer agente público que receba mais do que um quarto do vencimento de ministro do Supremo, ou seja, cerca de 10 mil reais, seja beneficiado com acréscimo salarial.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

13 − 4 =