Segundo a Polícia Civil, essa não é a primeira vez que o autor é detido por vender medicamentos falsos na internet. (Foto: Reprodução)

Um homem de 38 anos foi preso, em Ipanema (MG), suspeito de comercializar remédio que prometia a cura para a Covid-19. Segundo a Polícia Civil, ele anunciava o produto em sites e redes sociais.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Alfredo Serrano, o autor se identificava como naturopata, que é uma forma de medicina alternativa, para convencer as pessoas de que o extrato de uma planta chamada Gerânio seria a chave para a cura.

“As vítimas compravam o medicamento em um link que o suspeito disponibilizava. A medicação era comercializada com a identificação Imunotex Plus por um valor de R$ 30 cada frasco”, explicou.
Na manhã desta segunda-feira (23), um mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa do homem. Foram apreendidos vários frascos do suposto remédio, materiais e equipamentos usados para fabricação. O Ministério Público também autorizou a apreensão de computadores e aparelhos eletrônicos.

Segundo a Polícia Civil, essa não é a primeira vez que o autor é detido por vender medicamentos falsos na internet. Durante uma ação da Vigilância Sanitária do município, ele foi flagrado comercializando produtos que, segundo ele, curariam o câncer.

O autor deve responder por falsificação, corrupção, adulteração de produtos destinados a fins terapêuticos e venda de produtos farmacêuticos sem registro na Vigilância Sanitária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × quatro =