Medidas a serem adotadas pelo setor de telecomunicações diante da disseminação da COVID-19.

A Anatel enviou neste domingo (15) ofício para todas as operadoras de telecomunicações do país com uma série de diretrizes para nortear uma ação conjunta para convivência com o Covid-19. Entre essas medidas, a agência reguladora ordenou que as operadoras deem acesso livre ao aplicativo móvel desenvolvido pelo Ministério da Saúde, o Coronavírus-SUS.

Além disso, ordenou:
– ampliação de acesso a não assinantes (como liberação de redes Wi-fi em

determinados locais públicos);

– ampliação de velocidade de conexão nos acessos fixos à banda larga;

– campanhas para divulgação de informações referentes à COVID-19, em especial com replicação daquelas realizadas pelo Ministério da Saúde;

– garantir a estabilidade técnica do sistema, no sentido de se evitar degradação de qualidade decorrente de ampliação súbita da demanda;

– priorização no atendimento a solicitações de reparos em estabelecimentos de saúde e serviços de urgências;

– orientações aos trabalhadores e técnicos quanto aos cuidados para evitar a propagação do vírus.

A Agência reconhece ações voluntárias exercidas por algumas empresas e alerta: “Com um cenário de maior distanciamento sico entre as pessoas, requisições de quarentena e de trabalho remoto, as conexões de acesso às redes se tornarão ainda mais essenciais. A preservação de fluxos de trabalho, de ensino, de acesso a informações sobre saúde e também de lazer, dependerá em grande medida dos serviços de telecomunicações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × três =