Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Pelo menos 10% da população vacinável na Paraíba, que tomou a primeira dose contra Covid-19, ainda não foram tomar a segunda dose, segundo informações do secretário de Estado da saúde, Geraldo Medeiros. Outros 7% faltam também tomar a primeira dose. Apesar de não ter registros de caso da nova variante no Brasil (Ômicron), a orientação é que a população se imunize tendo em vista que a maior ocorrência é em pessoas não vacinadas.

“É fundamental que, nesse momento em que ocorre o aparecimento da variante Ômicron que a nossa população precisar estar com o ciclo completo e que as pessoas que não tomaram a segunda dose, tome a segunda dose porque só assim estará protegida”, revelou Geraldo Medeiros, em conversa com o portal ClickPB, nesta segunda-feira (29).

O secretário de Saúde pontuou ainda que, desde o início da pandemia, a Paraíba tem feito, por meio do Laboratório Central de saúde Pública (Lacen-PB), o acompanhamento genômico. “As orientações são do acompanhamento genômico, realizado pelo Lacen da identificação da genotipagem que já vem sendo realizado de rotina desde o início da pandemia. A Paraíba é um dos poucos estados da federação que, desde o início da pandemia, faz a genotipagem”, ressaltou.

Desde o início da pandemia até ontem (28), a Paraíba contabilizava 460.469 casos confirmados e 9.526 vidas perdidas pela Covid-19. Outros 354.607 pessoas ser recuperaram da doença. Até o momento, 1.232.414 testes para diagnóstico da Covid-19 já foram realizados. Já foram aplicadas 5.740.398 doses. Do total, 3.063.912 tomaram a primeira dose e 2.378.052 completaram os esquemas vacinais. Sobre as doses adicionais, foram aplicadas 9.392 em pessoas com alto grau de imunossupressão e 289.042 doses de reforço na população com idade a partir de 60 anos.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 5 =