Opera Paraíba


João Pessoa, 18 de Novembro de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 10/09/2019 22h34

Procurador que chamou salário de R$ 24 mil líquidos de 'miserê' recebeu, em média, R$ 60 mil líquidos por mês

Valor é relativo a janeiro a julho e corresponde à soma de salários, indenizações e outras remunerações

Ouça o áudio:  Procurador que chamou salário de R$ 24 mil líquidos de 'miserê' recebeu, em média, R$ 60 mil líquidos por mês

 
O procurador de Minas Gerais Leonardo Azeredo, que chamou de “miserê” um salário de R$ 24 mil, recebeu, em média, R$ 60 mil líquidos por mês em 2019, segundo Portal da Transparência do Ministério Público. O valor soma salário, indenizações e outras remunerações. O áudio com a indignação do procurador se tornou público na segunda-feira (9).
 
Levantamento feito no Portal da Transparência mostra que Leonardo Azeredo recebe remuneração bruta de R$ 35.462,22. Com descontos, o valor vai para cerca de R$ 24 mil líquidos. Mas, nos sete primeiros meses deste ano, indenizações e outras remunerações "engordaram" o contracheque do procurador.
 
Junho foi o mês em que o procurador recebeu maior vencimento, de R$ 50.104,64 líquidos. Somaram-se a este valor R$ 28.513 de indenizações e outras remunerações. O valor final recebido foi de R$ 78.617,66.
 
Já janeiro, foi o mês em que as indenizações e outras remunerações foram mais expressivas. Leonardo Azeredo recebeu R$ 64.011,8 de "extras". Somando-se estes valores ao salário, o total recebido foi de R$ 87.815,30.
 
Considerando o valor bruto, o total em janeiro e em junho chegou a quase R$ 100 mil.


TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.