FESTIVAL DE ARTES


João Pessoa, 22 de Julho de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 19/06/2019 13h45

Polícia investiga suposto golpe na venda de celulares em João Pessoa

Segundo o delegado Carlos Othon, titular da DDF de João Pessoa, as primeiras vítimas que procuraram a Policia relataram que adquiriram celulares importados por meio de uma empresa.

Ouça o áudio:  Polícia investiga suposto golpe na venda de celulares em João Pessoa

Imagem da internet

Imagem meramente ilustrativa / Foto: reprodução

A Polícia Civil iniciou a investigação sobre um suposto golpe envolvendo a venda de celulares em João Pessoa. O fato chegou ao conhecimento da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), nessa terça-feira (18). Um inquérito policial foi instaurado para apurar os fatos.

Segundo o delegado Carlos Othon, titular da DDF de João Pessoa, as primeiras vítimas que procuraram a Policia relataram que adquiriram celulares importados por meio de uma empresa. Os aparelhos são de marcas conceituadas e estavam sendo vendidos por até metade do preço praticado no mercado formal.

Os aparelhos foram pagos, mas os produtos não foram entregues. Os prejuízos ainda não foram calculados, mas a estimativa é que o número de vítimas seja alto. “Temos informações que dezenas de pessoas tenham sido vítimas. Já começamos a ouvir aquelas que compareceram na delegacia e iniciamos as investigações”, afirmou o delegado Carlos Othon.

Cerca de vinte pessoas compareceram à DDF, nessa terça-feira, para fazer a denúncia. Algumas informam que tiveram prejuízos de R$ 20 mil com a compra de celulares que nunca foram entregues.
A empresária apontada pelos denunciantes como a responsável pelos prejuízos também já foi ouvida pela polícia. A mulher afirmou que perdeu o controle financeiro da empresa e não teve condições de adquirir os celulares já negociados e pagos pelos clientes.

Segundo o delegado, a empresária compareceu espontaneamente à delegacia. Ela foi ouvida e liberada. “Não temos como falar em prisão porque não se trata de flagrante delito e não há mandado judicial. Vamos analisar o caso e verificar se a versão dela procede ou se houve dolo na conduta”, observou o Carlos Othon.

Ainda de acordo com o delegado, as pessoas que também tiveram prejuízos com essa transação devem procurar a DDF para formalizar a queixa. A delegacia está situada na Central de Polícia, no bairro do Geisel, em João Pessoa.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.