Opera Paraíba


João Pessoa, 17 de Novembro de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 26/03/2019 13h13

Inocentado de conluio com os russos, Trump parte para o contra-ataque a seus opositores

Ainda saboreando a vitória, Trump e seus correligionários buscam novas investigações, desta vez sobre as origens do inquérito comandado por Mueller. IFrame

Ouça o áudio:  Inocentado de conluio com os russos, Trump parte para o contra-ataque a seus opositores

Imagem da internet

Um dia após o relatório do procurador especial Robert Mueller vir à tona, indicando não terem sido encontradas provas de que Donald Trump ou sua campanha estiveram em conluio com a interferência russa nas eleições de 2016, o presidente americano e os republicanos partiram para o contra-ataque. Ainda saboreando a vitória, Trump e seus correligionários buscam novas investigações, desta vez sobre as origens do inquérito comandado por Mueller. 

 

Ontem, uma segunda tentativa dos democratas de aprovarem uma medida para tornar pública a íntegra do relatório de Mueller — foi divulgado apenas um resumo de quatro páginas —enviado ao secretário de Justiça, William Barr, foi bloqueada pela maioria republicana no Senado.

— Não é irracional dar ao conselho especial e ao Departamento de Justiça um pouco mais de tempo para que completem seu relatório de maneira profissional e responsável — afirmou o líder da maioria republicana, Mitch McConnell, em resposta a um pedido do senador Chuck Schumer, líder da minoria democrata no Senado.

O Departamento de Justiça não confirmou se irá ou não divulgar o relatório de Mueller em sua integralidade, mas Barr afirmou em diversas ocasiões suas intenções de ser o mais transparente possível.

 

Falando a repórteres na Casa Branca, Trump prometeu investigações contra inimigos políticos que teriam feito “coisas más e traiçoeiras”.

— Há muitas pessoas que fizeram coisas muito, muito ruins e malvadas. Eu diria que fizeram coisas traiçoeiras contra nosso país — disparou. — Certamente, vamos investigar essas pessoas. Estou de olho nelas há muito tempo, e me pergunto: “Por que elas não foram investigadas”? Muitas delas mentiram ao Congresso, vocês sabem quem são.

O senador republicano Lindsey Graham, presidente da Comissão Judiciária do Senado, destacou que, com a conclusão do relatório de Mueller, Trump agora tem a oportunidade de se concentrar em sua própria agenda para a política americana, e se ofereceu para assumir a dianteira em futuras investigações sobre iniciativas contra Trump no FBI (a polícia federal americana) e no Departamento de Justiça, pedindo a Barr que nomeasse um novo promotor especial para investigar as origens da investigação de Mueller.

— É impossível negar que Mueller fez uma investigação completa da campanha de Trump — afirmou Graham. — Não podemos dizer o mesmo sobre o outro lado da história.

A oposição reagiu à ofensiva do presidente e seus aliados.

“Os democratas não serão intimidados pela Casa Branca ou pelos republicanos do Congresso”, afirmou Ashley Etienne, porta-voz da presidente da Câmara, a democrata Nancy Pelosi, em comunicado. “Os dias do Congresso ignorando a avalanche de erros éticos e legais desse governo acabaram.”

Apesar da conclusão de Mueller, processos derivados da investigação ainda devem render dores de cabeça a Trump, com inquéritos subsequentes sobre os negócios familiares do presidente, incluindo seus conselheiros e sócios.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.