Apcef


João Pessoa, 19 de Maio de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 14/03/2019 13h13

Alvo de Bolsonaro, ex-BBB Mahmoud rebate crítica e explica 'golden shower'

O psicólogo e sexólogo Mahmoud Baydoun ainda estava confinado no "BBB18" quando virou alvo de um dos famigerados tuítes do então candidato Jair Bolsonaro, no ano passado.

Ouça o áudio:  Alvo de Bolsonaro, ex-BBB Mahmoud rebate crítica e explica 'golden shower'

Imagem da internet

O psicólogo e sexólogo Mahmoud Baydoun ainda estava confinado no "BBB18" quando virou alvo de um dos famigerados tuítes do então candidato Jair Bolsonaro, no ano passado. No post, o presidente exaltava os investimentos da Coreia do Sul em startups, durante visita ao país, e completava:

"Enquanto que os mesmos setores no Brasil [investem] em simpósios de como fazer sexo anal sem sentir dor. Se depender de mim, a prioridade e seriedade terão outro direcionamento em breve", escreveu Bolsonaro. Na sequência, publicou uma foto de Mahmoud em um congresso de sexualidade humana que vinha logo abaixo do comentário: "Eis o que digo".

Mais de um ano depois, o ex-BBB respondeu Bolsonaro com várias mensagens publicadas na rede social. Procurado pelo UOL, Mahmoud contou por que demorou tanto a rebater a crítica.

"Vi que um monte de gente começou a comentar que ele tinha tuitado um trabalho meu e de repente caio no meio da postagem. Fiquei com medo", disse. "Hoje em dia, quando se critica ele, as pessoas imediatamente te associam ao petismo ou à esquerda, mas eu sou muito desligado de política. Nem leio notícias. Fico muito no mundo da sexualidade".

"Eu me senti desqualificado, não só por ele, mas por alguns apoiadores dele. Embora a maioria tenha me parabenizado -- inclusive muitas pessoas me procuraram para falar sobre problemas sexuais", diz.

Entre as mensagens ofensivas, ele afirma, alguns o chamavam de "chacota" e também teve quem tentasse subestimá-lo em sua profissão. O sexólogo também esclarece que não recebeu dinheiro público para realizar o congresso postado por Bolsonaro, como também foi acusado por simpatizantes do presidente.

"Esse congresso é produto do meu trabalho de conclusão de curso de sexologia da USP [Universidade de São Paulo]. Por mais que seja na USP é uma pós-graduação lato sensu. Não teve nenhum dinheiro público aplicado à pesquisa e nem na mensalidade da pós, que eu paguei assim como nos congressos", afirma.

Depois do "BBB", Mahmoud tem se engajado em desmistificar assuntos relacionados à sexualidade com palestras e também abordando o tema para além do senso comum.

"Se a pessoa não estiver satisfeita na vida sexual isso vai atrapalhar outros aspectos e consequentemente a qualidade de vida. Para a Organização Mundial da Saúde, a sexualidade faz parte da saúde. A sexualidade engloba minha relação com o corpo, minhas fantasias e meus desejos. São vários aspectos nesse grande guarda-chuva".

"O que é golden shower?"

A pergunta do presidente também no Twitter após postar um polêmico vídeo da prática repercutiu no Brasil e no mundo. "É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro", criticou ele que, no dia seguinte, amenizou o tom em uma nota oficial.

Mahmoud afirma que não respondeu à questão feita por Bolsonaro na rede social, mas, questionado pelo UOL, diz como teria sanado a dúvida do presidente sobre o termo em inglês, que pode ser traduzido como "chuva dourada".

"É a prática sexual com o uso de urina. Geralmente começa como um parceiro mijando no banheiro e o outro fica ao lado para sentir o calor da urina, o que muitas pessoas acham excitante. Evolui para fazer xixi em cima da outra e em poucas exceções algumas pessoas gostam de ingerir a urina, que não é recomendado porque pode transmitir infecções. Se a pessoa sabe disso e decide praticar não há problema", define, em tom didático.

 

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
Governo Lateral TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.