Campanha: Ação Detran PB


João Pessoa, 09 de Dezembro de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 17/01/2019 11h36

Sampaoli exige medalhão no ataque, e volta de R. Oliveira causa discórdia

Após a saída de Gabigol, a contratação de um atacante de peso no Santos é encarada como obrigação por Jorge Sampaoli.

Ouça o áudio:  Sampaoli exige medalhão no ataque, e volta de R. Oliveira causa discórdia

Imagem da internet

Após a saída de Gabigol, a contratação de um atacante de peso no Santos é encarada como obrigação por Jorge Sampaoli. O treinador exige jogador experiente e já passou aos dirigentes a intenção de contar com Ricardo Oliveira, do Atlético-MG. Só que o nome causa discórdia na diretoria por ser considerado caro e em fase final de carreira aos 38 anos.

Apesar de Ricardo Oliveira ter contrato com o Atlético-MG até o fim de 2020, o Santos está ciente de que o clube mineiro não faz jogo duro para o liberar por conta da busca por outros reforços para a posição. O contrato planejado pela diretoria santista é de apenas um ano. 

Na cúpula santista são poucos dirigentes favoráveis ao retorno do centroavante. Com alguns, Ricardo Oliveira tem moral por conta do potencial goleador apresentado na última passagem pelo clube, entre 2015 e 2017 - ele foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro, em 2015, com 20 gols. Na edição passada, pelo Atlético-MG, fez 13 gols e terminou como vice-artilheiro.

Além do faro goleador, Ricardo Oliveira é tido como profissional dedicado e agregador. No Santos é unanimidade entre os funcionários do CT Rei Pelé.

Ricardo Oliveira foi apresentado como uma opção para Sampaoli. O treinador avalia o perfil do jogador como exatamente o ideal para substituir Gabigol.

A necessidade de contratar um centroavante de peso é tanta na visão de Sampaoli que o treinador pediu para congelar a negociação com outros jogadores. Um dos prejudicados com a medida foi o volante do Boca Juniors, Pablo Pérez. O argentino segue nos planos, mas deixou de ser prioridade na lista de reforços. 

Outro nome visto com o perfil que Sampaoli deseja é o de Vagner Love, de 34 anos. O atacante tenta a rescisão contratual com o Besiktas - vínculo é até julho de 2020 -, mas é opção avaliada como difícil pelos dirigentes santistas por conta da concorrência com o Corinthians.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.