Sarampo


João Pessoa, 21 de Setembro de 2019.



> NOTÍCIA


Publicado em 15/01/2019 12h52

Sem funcionários, Trump compra hambúrguer para receber atletas

Muitos funcionários da Casa Branca não estão trabalhando durante a paralisação, que é a mais longa da história do país.

Ouça o áudio:   Sem funcionários, Trump compra hambúrguer para receber atletas

Imagem da internet

Presidente americano serve fast food em jantar com atletas nesta segunda-feira (14) por falta de funcionários na Casa Branca devido à paralisação parcial do governo americano — Foto: Joshua Roberts/Reuters

 

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu nesta segunda-feira (14) na Casa Branca o time de futebol americano Clemson Tigers, campeão da liga universitária, com cerca de 300 hambúrgueres encomendados no Burger King, McDonald's e Wendy's, além de pizzas do Dominos.

 

"Temos pizzas, temos 300 hambúrgueres, muitas muitas batatas fritas, todas as nossas comidas favoritas. O motivo é por causa da paralisação", disse Trump a repórteres antes de receber os atletas.

 

“Eu quero ver o que estará aqui quando sairmos, porque não acho que será muita coisa”, disse Trump, antes dos jogadores, vestidos de terno, entrarem a sala e começarem a se servir.

A Casa Branca disse que o próprio Trump ofereceu o que descreveu como “a grande comida americana”. O presidente explicou que pagou do próprio bolso pela comida devido à falta de funcionários na Casa Branca pela paralisação parcial do governo, que entrou em sua quarta semana.

 
Jogador do Clemson pega hambúrgueres em jantar nesta segunda-feira (14) na Casa Branca — Foto: Joshua Roberts/ReutersJogador do Clemson pega hambúrgueres em jantar nesta segunda-feira (14) na Casa Branca — Foto: Joshua Roberts/Reuters

Jogador do Clemson pega hambúrgueres em jantar nesta segunda-feira (14) na Casa Branca — Foto: Joshua Roberts/Reuters

Em nota, a Casa Branca afirmou que o presidente queria "organizar um evento divertido" para comemorar o título do Clemson Tigers. E, por esse motivo, ele decidiu pagar pelo fast-food. Também afirmou que muitos funcionários da Casa Branca não estão trabalhando durante a paralisação.

"Eu fiz uma escolha. Ou não oferecíamos comida, porque estamos em uma paralisação. Ou serviríamos pequenas saladas que a primeira-dama (Melania Trump) prepararia com a vice-primeira-dama (Karen Pence). Ou peço uns mil hambúrgueres", afirmou o presidente.

 
Trevor Lawrence, do time de futebol americano Clemson, participa de jantar na Casa Branca em que foi servido fast food — Foto: Joshua Roberts/ReutersTrevor Lawrence, do time de futebol americano Clemson, participa de jantar na Casa Branca em que foi servido fast food — Foto: Joshua Roberts/Reuters
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.