topo




> NOTÍCIA


Publicado em 02/01/2019 11h19

Como a brasileira Amanda Nunes tornou-se 'a melhor da história' no UFC

Dana White foi enfático: Amanda Nunes é a melhor lutadora de MMA de todos os tempos.

Ouça o áudio:  Como a brasileira Amanda Nunes tornou-se 'a melhor da história' no UFC

Imagem da internet

Dana White foi enfático: Amanda Nunes é a melhor lutadora de MMA de todos os tempos. A declaração foi feita pelo presidente do UFC em coletiva após a brasileira nocautear Cris Cyborg, no último domingo, em apenas 51s. Com a conquista no UFC 232, Nunes fez história ao tornar-se a primeira mulher a conquistar cinturões em duas categorias do Ultimate (peso-galo e peso-pena). 

O caminho de Amanda Nunes até a glória nas artes marciais começou em 2008, mas sua trajetória no UFC teve seu início cinco anos depois, em 2013. Relembre alguns dos principais marcos da carreira da lutadora. 

COMEÇO HUMILDE EM SALVADOR

Amanda Nunes e o treinador Ricardo Carvalho
Amanda Nunes e o treinador Ricardo Carvalho (Foto: Reprodução/Instagram)

Amanda Nunes nasceu no dia 30 de maio de 1988 na cidade de Pojuca, que fica cerca de 70 km da capital baiana. Sua entrada no esporte foi incentivada pela irmã, Vanessa, que treinava jiu-jitsu e instigou a curiosidade de Amanda. A "Leoa", como é conhecida, mudou-se para Salvador para expandir seus horizontes no esporte. 

As dificuldades financeiras foram o primeiro obstáculo: por não conseguir arcar com os custos de vida na cidade, Amanda passou a viver debaixo do teto da academia em que treinava a convite do mestre Ricardo Carvalho. Ela também teve contato com o judô, mas foi no jiu-jitsu que ela se destacou, vencendo o campeonato Pan-americano e o Mundial.

ENTRADA NO MUNDO DO MMA

Amanda Nunes integra equipe American Top Team
Atualmente, Amanda Nunes integra a equipe American Top Team (Foto: Reprodução/Instagram)

O sucesso levou Amanda a considerar uma migração para o MMA. Afinal, ela já tinha uma inspiração dentro da família: seu tio lutava vale-tudo. A mudança veio, mas começou com um tropeço. Logo em sua primeira luta, no Prime MMA Championship 2, a brasileira foi derrotada por uma chave de braço - ainda no primeiro round - pela compatriota Ana Maria.

Três anos depois, Nunes mudou-se para a cidade de Nova Jersey, nos Estados Unidos, onde treinaria novamente com Edson Carvalho. No Strikeforce, ela venceu cinco lutas seguidas, todas por nocaute - o triunfo sobre a canadense Julia Budd veio em apenas 14 segundos.

ESTREIA NO UFC

Amanda Nunes x Gaff
Nunes estreou no UFC com vitória (Foto: Divulgação/UFC)

Uma ligação em 2013 com um convite para lutar no UFC trouxe outra transformação positiva à vida de Amanda Nunes. A lutadora não só foi a primeira brasileira a assinar com o Ultimate, como também foi pioneira ao vencer no octógono. 

A estreia da Leoa foi diante da torcida no Brasil, no UFC 163. Amanda venceu a alemã Sheila Gaff por nocaute técnico no primeiro round. Sua segunda aparição, em novembro de 2013, foi diante de Germaine de Randamie, com novo triunfo verde e amarelo por nocaute técnico, desta vez no UFC: Fight for the Troops 3.

SEIS LUTAS ATÉ O PRIMEIRO CINTURÃO

Amanda Nunes x Miesha
Primeiro cinturão foi conquistado sobre Miesha Tate (Foto: Divulgação/UFC)

Amanda Nunes não demorou a mostrar seu potencial no UFC. Prova disso é que seu primeiro cinturão veio logo em sua sexta luta: a brasileira surpreendeu e bateu Miesha Tate com um mata-leão - também no primeiro round - e foi campeã do peso-galo.

A conquista veio no histórico UFC 200, mesmo evento de que Conor McGregor foi sacado por insubordinação, além do doping de Jon Jones. O brasileiro José Aldo também levou um cinturão na mesma noite, superando o americano Frankie Edgar no peso-pena.

TRIUNFO SOBRE RONDA ROUSEY E POLÊMICA

Amanda Nune x Ronda
Amanda Nunes venceu Ronda Rousey e soltou declaração polêmica (Foto: Divulgação/UFC)

No UFC 207, cinco meses após a conquista do UFC 200, era a hora de Amanda Nunes defender o cinturão do peso-galo feminino. A adversária da vez seria a Ronda Rousey, ex-campeã da categoria e um dos principais nomes do MMA feminino na história. Dentro do octógono, a brasileira escreveu um novo capítulo positivo: triunfou sobre a americana em 48 segundos.

A vitória foi tão comemorada que até transformou-se em polêmica. Amanda Nunes nunca negou sua preparação para enfrentar Ronda - após o triunfo, a brasileira declarou que tudo estava "terminado para Rousey! Ronda Rousey vai se aposentar!". Posteriormente, a Leoa publicou um pedido de desculpas, atribuindo a declaração ao calor do momento. 

UFC 232 E O POSTO DE MELHOR DA HISTÓRIA

Amanda Nunes x Cyborg
Amanda Nunes nocauteou Cris Cyborg no UFC 232 (Foto: Divulgação/UFC)

Amanda tinha confronto marcado com a russa Valentina Shevchenko em 2017 valendo o cinturão peso-galo, mas a luta foi cancelada por problemas de saúde de Nunes. Por isso, cresceu a expectativa para o duelo de 2018 contra Cris Cyborg, que não era derrotada há mais de 13 anos.
 

A Leoa precisou de 51 segundos no dia 30 de dezembro para escrever seu nome na história como a melhor de todos os tempos do UFC. Amanda Nunes nocauteou Cyborg, conquistou o cinturão do peso-pena feminino e tornou-se a primeira mulher a ser campeã de duas categorias do UFC. No geral, ela é a terceira atleta a ostentar dois cinturões ao mesmo tempo, ao lado de Conor McGregor e Daniel Cormie.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
Assembleia TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.