GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 05/03/2018 09h00

Messi faz gol 600, Barça vence 'final' contra Atlético e encaminha título

O Barcelona deu um passo importantíssimo para ganhar mais um título do Campeonato Espanhol.

Ouça o áudio:  Messi faz gol 600, Barça vence 'final' contra Atlético e encaminha título

Imagem da internet

O Barcelona deu um passo importantíssimo para ganhar mais um título do Campeonato Espanhol. Recebendo o vice-colocado e principal ameaça Atlético de Madri, os catalães venceram o confronto direto com um golaço de Lionel Messi, no gol 600 de sua carreira, que serviu para isolar ainda mais o Barça na tabela e garantir outro troféu.

Dentro de campo, a primeira etapa logo mostrou os dois estilos de cada equipe e a estratégia traçada por cada treinador.

O estilo natural do Barça é de posse de bola, propondo o jogo no ataque e tendo maior presença no campo de seu adversário. E foi exatamente assim que Ernesto Valverde colocou sua equipe para o jogo, e passou a ser os donos das ações ofensivas na partida.

Do outro lado vemos como se fosse quase o oposto completo. A essência reativa de Diego Simeone já está enraizada no Atlético de Madri, com uma equipe que sabe o que fazer quando tem a bola e que tem qualidade para criar jogadas, mas que tem como maior preocupação o sistema defensivo, pensando primeiro em não deixar seu rival jogador para depois pensar chegar ao ataque.

Dentro de campo tudo isso ficou muito evidente, sem nenhuma novidade do que havia acontecido nos últimos confrontos entre ambas as equipes. O Barcelona chegava na frente, tentava encontrar espaços de ambos os lados, girava a bola e tinha a ameaça ao ter jogadores como Iniesta, Coutinho e Messi para armar as situações de perigo, mas barravam em uma defesa sempre sólida - o Atlético de Madri tinha apenas 11 gols sofridos no torneio.

Isso resultou em 25 minutos iniciais de um jogo sem chances claras para ambos os lados. A situação só mudou quando Messi aproveitou uma das várias faltas que o Atleti cometia perto de seu gol - até o momento haviam sido seis faltas da equipe contra apenas duas do Barça.

O argentino mostrou toda sua genialidade colocando a bola no ângulo esquerdo de Oblak, que até chegou a encostar na bola, mas nada pôde fazer a não ser buscar a bola no fundo das redes. O gol foi o de número 600 na carreira do jogador.

O placar também fazia justiça a quem mais buscava o gol na partida. O Barcelona já vinha investindo para tentar sair na frente, tanto que tinha uma posse de bola extremamente superior ao seu adversário: 73% contra 27%.

A partida seguiu na mesma toada com apenas mais um lance de perigo até o restante do primeiro tempo. Messi recuperou bola após erro de passe de Gabi dentro da área e acionou Suárez, que chutou logo em seguida. Seu companheiro de seleção, José María Giménez, barrou o chute com um carrinho, e viu os jogadores do Barça pedirem pênalti por um suposto toque no braço após o lance. O árbitro, corretamente, mandou o lance seguir.

O Barcelona ainda teria um importante desfalque quando aos 34 minutos Andrés Iniesta foi substituído. O meia sentiu a coxa em um lance aos 21 minutos, e conseguiu aguentar um tempo até pedir para sair de campo. Apesar de Paulinho aquecer e ser chamado por Ernesto Valverde, o técnico mudou de ideia e optou pela entrada do português André Gomes, que assumiria a função de Rakitic, e o croata passaria para a posição do capitão do Barça.

Na segunda etapa, o começo foi parecido, com o Atlético buscando uma reação tímida e se expondo um pouco mais no campo de ataque. Uma prova disso é a entrada do atacante Ángel Correa no lugar do lateral Sime Vrsaljko, e depois do também atacante Kevin Gameiro substituindo o volante Gabi.

Simeone queria ver um Atlético ameaçando um pouco mais, mas quem passou a levar mais perigo ainda foi o Barcelona. Luis Suárez até chegou a balançar as redes aos 32 minutos, mas estava em posição irregular e o tento foi anulado pelo auxiliar.

Os donos da casa seguiram na frente e dois minutos depois foi Sergio Busquets quem teve uma oportunidade boa de ampliar a vantagem, mas não aproveitou após belíssima defesa de Oblak.

O Atlético ameaçou realmente apenas uma vez no jogo, logo no final e também em um gol anulado. Diego Costa chutou forte na pequena área após lançamento e balançou as redes, mas a partida já havia sido interrompida pelo árbitro.

Por fim, Suárez ainda quase deixou o seu no que seria um golaço por cobertura, mas a bola passou do lado esquerdo.

Com a vitória, o Barcelona atingiu a segunda maior série invicta da história do Espanhol com 34 jogos de invencibilidade. De quebra, ainda encaminhou mais uma conquista do Espanhol. Depois de ver sua vantagem diminuir de 10 para cinco pontos nas últimas rodadas, a vitória neste confronto direto deixa uma distância de oito pontos para o Atlético - 69 x 61 - com 11 rodadas em disputa.

Na próxima rodada, os catalães vão até o estádio La Rosaleda para encarar o Málaga, às 16h45 do próximo sábado. No dia seguinte é a vez do Atleti receber o Celta de Vigo, às 12h15.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
Assembleia TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.