GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 06/01/2018 13h31

Por que o chocolate pode deixar de existir em 40 anos

Como lidar com uma notícia terrível quando ela afirma que iremos perder uma das melhores maneiras de lidar com notícias terríveis?

Ouça o áudio:  Por que o chocolate pode deixar de existir em 40 anos

Um artigo de Erin Brodwin para o portal de notícias “Business Insider” chocou com a seguinte manchete: “O chocolate está a caminho de ser extinto em 40 anos”. A preocupação é que os cacaueiros, que produzem o cacau, fonte natural do chocolate, possam desaparecer até 2050.

Os cacaueiros parecem ser cada vez mais vítimas de doenças fúngicas e mudanças climáticas, que podem aumentar as enchentes costeiras e a incidência de incêndios em florestas e furacões, além de promover a dispersão de doenças transmitidas por insetos, destruir recifes de coral, ameaçar centenas de espécies animais e minar nosso estilo de vida atual.

A ameaça de doenças fúngicas não é nova. Em 2010, Michael Moyer escreveu para a publicação científica “Scientific American” sobre como a dispersão de vassoura-de-bruxa, de monilíase e de outras doenças fúngicas destruíram cacaueiros na América Central, seu habitat natural. Os cientistas estão preocupados que esses doenças fúngicas possam ir a outras partes do mundo e causar estragos semelhantes na amada árvore produtora do fruto que nos dá o chocolate.

O problema é que os cacaueiros são muito sensíveis. O site da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA) descreve como essas árvores precisam de condições muito específicas de floresta tropical: temperaturas razoavelmente uniformes, alta umidade, chuva abundante, solo rico em nitrogênio e proteção do vento. Essas condições existem atualmente apenas 20° ao norte e ao sul da linha do Equador (ou, talvez, em ainda menores 10°).


TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.